terça-feira, 16 de outubro de 2012

Poema ao navegante


Se tu chegasses, amor,
Nas navegações de hoje à tarde,
Saberias que mesmo desconhecida
É terra de invadir, esse meu coração!

Ah e que por ser tarde já é hora
De enfrentar a tribo de não-beijar-te
E de nadar na vontade preguiçosa de ter. 

(Lara Farias)

Nenhum comentário:

Postar um comentário